Bem vindo à Casa do Balcão

Desfrute do conforto dos nossos quartos

Relaxe no nosso jardim

Wifi e televisão disponiveis

Fique mais de dois dias. Temos um preço especial para si !

Quer a Casa do Balcão só para si ? Fale connosco...

  •  
  • Póvoa do Rio de Moinhos inaugurou Casa do Balcão

    Consciente da importância das zonas rurais que exercem nos turistas uma enorme capacidade de atração, a ADRACES apoiou a requalificação da Casa do Balcão, em Póvoa do Rio de Moinhos, destinada a Turismo em Espaço Rural, através do Subprograma III do PRODER. O apoio consistiu na realização de obras de recuperação de um imóvel do século XIX que reúne condições de excelência para atrair turistas à região. A unidade de alojamento turístico foi inaugurada no passado sábado, dia 4 de Outubro.

    Margarida Duque Vieira, promotora da Casa do Balcão, decidiu avançar para a concretização da obra, “depois de um incêndio ter destruído o imóvel que nos levou a encontrar um lado positivo na recuperação do imóvel sem que fosse alterada a sua estrutura”. Com quatro quartos duplos e capacidade para 11 camas, o investimento superior a 39 mil euros, comparticipado pelo PRODER em mais de 15 mil euros, é a prova de que os fundos comunitários deram um apoio parcial para a realização deste projeto que “contribuiu para a recuperação de um imóvel e adaptá-lo aos tempos modernos”. “Deu-me muito gosto fazer este projeto, onde uma parte considerável dos móveis que são da minha infância foram reaproveitados”, recorda Margarida Duque Vieira.

    Já António Realinho, diretor da ADRACES, salientou a importância deste projeto que “pretende promover o vasto e singular património natural existente, integrando produtos locais na oferta turística. A importância do turismo de habitação é vista como uma alternativa ao turismo em Portugal. Cabe aos programas europeus ajudar estes projetos para fazer do turismo de habitação um setor promissor, na medida em que existem vários outros sectores associados”. António Realinho frisou a importância do legado histórico e cultural que deve ser incorporado a este setor de atividade e lembrou que “dos 110 projetos que a ADRACES apoiou no último Quadro Comunitário 2007-2014, 42 são na área de turismo nas mais variadas vertentes”. A ADRACES possui indicadores que mostram que “o tipo de clientes destas estruturas são maioritariamente europeus que não vêm à procura de apenas sol e praia, mas do Interior e da sua riqueza cultural”, asseverou António Realinho. E concluiu que “estes projetos são uma alternativa para dar base económica à própria região, porque, sem base económica, não há emprego”.

    Arnaldo Brás, vice-presidente da Câmara de Castelo Branco, frisou que o município começa a ter várias iniciativas nesta área e que a autarquia está a preparar um plano de desenvolvimento económico com uma forte incidência na área do turismo. Arnaldo Brás frisou que “o setor do turismo irá qualificar o nosso território. A câmara municipal também se revê no sucesso destas iniciativas”, concluiu.

    Cristina Preguiça, em representação da Naturtejo, entidade promotora do turismo em seis concelhos do território, frisou que “o turismo de habitação é hoje uma atividade de grande importância para o crescimento económico e social, com reflexos visíveis no desenvolvimento local, pelo que a Naturtejo se mostra disponível a dar o seu contributo na promoção e divulgação da Casa do Balcão”.

    in “Diario Digital Castelo Branco | 2014-10-07 11:20:00

      Deixe uma resposta

      O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *